logo:jipes Salzburgo (Áustria) Logo: Jipes
A CIDADE DE MOZART

Abrigada numa curva do rio Salzach e protegida pelas massas imponentes do Mönchsberg e do Kapuzinerberg, a cidade de Salzburgo revela-se uma das mais acolhedoras da Europa. Talvez, porque preservou ao longo dos séculos as suas características mais genuínas, grande parte do seu centro histórico e a memória e obra dos seus filhos mais ilustres, a começar pelo génio da música que foi Wolfgang Amadeus Mozart.

Texto e fotos: Alexandre Coutinho

Salzburgo é um perfeito exemplo de uma cidade que "recusou crescer" em demasia, que soube resistir à tentação dos arranha-céus e, mais recentemente, dos centros comerciais de gosto duvidoso. Isto não quer dizer que tenha virado costas à modernidade. Muito pelo contrário. Optou claramente pela recuperação e manutenção do seu centro histórico, nomeadamente, no pós-2ª Guerra Mundial, quando teve de reconstruir a sua catedral (Dom), ferida na cúpula durante um bombardeamento aéreo, em Outubro de 1944.

Consagrada a São Rupert e São Virgílio, a catedral data do ano 1628 e é considerada pela sua imponência e riqueza de ornamentação do período barroco, um dos tesouros de toda a região germano-austríaca. Não é por acaso que Salzburgo é frequentemente apelidada de "Roma germânica", tal o número e diversidade de igrejas construídas no perímetro do seu centro histórico. Este último figura na lista do património mundial da UNESCO desde 1997.

Não muito longe da catedral, a velha abadia de São Pedro é, não somente, uma obra-prima do barroco como se distingue, no seu interior, pelo estilo rocócó. Já a vizinha igreja de S. Francisco denota um exterior puramente gótico, enquanto o interior revela uma interessante decoração mais característica do barroco. Em Novembro último, esta igreja festejou a consagração do seu novo orgão com uma série de concertos reunindo obras dos períodos clássico e romântico (Beethoven, Liszt, Boely, Brahms, etc...), que atraíram dezenas de forasteiros e habitantes locais.

Viagem no tempo

Passear a pé pelas antigas ruas medievais de Salzburgo, na margem esquerda do rio Salzach, assemelha-se a uma pequena viagem no tempo, perante um verdadeiro caleidoscópio de edifícios da Idade Média e dos períodos renascimento e barroco, que conservam muitos dos seus elementos originais. Destaque para as ruas nas imediações do Dom e da Residenz (antigo palácio dos arcebispos de Salzburgo e, ainda hoje, palco de numerosos jantares e recepções oficiais), como a Judengasse, a Goldgasse e a incontornável Getreidegasse - uma via pedonal considerada a principal rua comercial da cidade. Na margem direita do Salzach, atravessando a ponte de Staatsbrücke, pode prolongar o passeio subindo a Linzergasse, pelo menos, até à igreja de S. Sebastião.

E quem já estiver cansado de palmilhar ruas e praças, tem sempre a opção da calèche puxada por cavalos ou do aluguer de uma bicicleta, meio de transporte muito popular em Salzburgo, mesmo nos meses de Inverno. Desfrute também das margens do rio para longos passeios pedestres, um "jogging" matinal ou um percurso de bicicleta. As águas límpidas do Salzach fazem inveja à grande maioria dos rios europeus.

No cimo do Mönchsberg, a fortaleza ou Festung de Hohensalzburg domina a paisagem e oferece a melhor panorâmica da cidade para os visitantes. Construída no ano 1077, pelo arcebispo Gebhard e posteriormente ampliada, no século XV, pelo arcebispo Leonhard von Keutschach, é considerada a maior e melhor preservada cidadela da Europa Central. Reza a história que a sua posição privilegiada (a uma altura de 542 metros) permaneceu invicta ao longo dos séculos. Porém, desde 1892, pode ser alcançada por meio de um funicular, a partir da Festungsgasse. As armas de Salzburgo estão representadas à entrada por um escudo com um leão.

Mecenato favorece músicos

Mas a cidade dos príncipes-arcebispos não ficou na história unicamente pelo valor das suas igrejas, palácios e fortalezas. No século XVIII, uma cultura de mecenato favoreceu o surgimento de uma geração de músicos de superior talento, entre os quais se viria a distinguir Wolfgang Amadeus Mozart, filho do músico de câmara real, Leopold Mozart.

O terceiro andar da casa onde nasceu, a 27 de Janeiro de 1756, no coração da já mencionada Getreidegasse, é visitado anualmente por milhares de curiosos e amantes das suas composições, ávidos por descobrir os segredos da atmosfera que inspirou Mozart desde a mais tenra idade. No entanto e à excepção dos primeiros violinos que tocou em criança e de alguns retratos, pouco mais sobreviveu dos 26 anos vividos pela família Mozart nesta casa. Em 1985, a Fundação Mozarteum viria a adquirir o apartamento dos vizinhos, para ali recrear com mobílias da época, um quarto típico do tempo da burguesia de Salzburgo, que também pode ser visitado.

Na Makartplaz, situa-se a casa onde Mozart viveu entre 1773 e 1781, no regresso dos seus périplos pelas cortes da Europa e antes de se mudar para Viena. Ali compôs inúmeras sinfonias, serenatas e cinco concertos para violino e piano. No primeiro piso, poderá admirar o último piano-forte tocado por Mozart (e mais tarde oferecido pelo seu filho Carl Thomas à Fundação Mozarteum) e mais alguns instrumentos de época, bem como um extenso acervo documental sobre as viagens e obras do genial compositor. Infelizmente, nem uma partitura original! Apenas fac similes... Por último, não perca a estátua de Mozart, do escultor alemão Ludwig Schwanthaler, no alto de um pedestal erguido 50 anos depois da sua morte (ocorrida a 5 de Dezembro de 1791), na Mozart Platz, naturalmente.

Em Salzburgo, ainda hoje, se pode escutar a música de Mozart um pouco por toda a parte. Dos humildes músicos de rua aos mais requintados concertos, passando pelos jantares à luz da vela organizados com trajes e ementas tradicionais da época (séculos XVII e XVIII). É o que propõe o restaurante Stiftskeller - que se intitula o restaurante ("gasthaus") mais antigo da Europa, fundado pelos monges beneditinos, no século IX e com referências que remontam à visita do Imperador Carlos Magno à cidade -, ao som do Amadeus Consort, um grupo de músicos e cantores que se consagra à interpretação das árias mais célebres de Mozart, como "A Flauta Mágica" ou "Don Giovanni".

Uma cultura de cafés

A vida cultural de Salzburgo passa, igualmente, pelas muitas galerias de arte que pululam pela cidade e pelas tertúlias que se reúnem em alguns dos seus mais emblemáticos cafés. Por exemplo, o Café Bazar, na proximidade dos teatros da Schwarzstrasse, já acolheu personalidades como o Rei Eduardo VIII, Marlene Dietrich ou Louis Amstrong; e até Mozart bebeu café branco no Tomaselli, na praça Alter Markt - o mais antigo café austríaco (data de 1703) -, que acaba de reabrir ao público completamente remodelado. Há mais de 100 anos (em 1890), no seu estabelecimento da Brodgasse, o chefe pasteleiro Paul Fürst criou o famoso Salzburg Mozartkugel, uma receita original de chocolate amargo e doce, créme de nougat e praliné, que se tornaria no doce mais emblemático e representativo da cidade.

Além dos passeios de cariz cultural, os entusiastas dos desportos de Inverno poderão estender a sua visita a uma das 42 estações de ski da região ("Länder") de Salzburgo. Entre as mais próximas da cidade, destaque para Postalm, no segundo planalto mais elevado da Europa (1200 a 1900 metros), com 20 quilómetros de pistas de diferentes níveis de dificuldade e garantia de neve, do Natal ao mês de Abril; Hallein Dürrnberg-Zinkenlifte, com oito quilómetros de pistas intermédias (800 a 1600 metros); Zwölferhorn Seilbahn St. Gilgen, a 1522 metros, tendo por cenário o lago Wolfgangsee; e Gaissbauer Bergbahn, com 40 quilómetros de pistas de vários níveis devidamente sinalizadas, sob o lema: Neve até onde alcança a vista.

Nos últimos anos, Salsburgo afirmou-se igualmente como uma cidade vocacionada para acolher conferências, seminários e congressos, oferecendo um vasto conjunto de infraestruturas e uma gama diversificada de hotéis e restaurantes (ver Bloco de Notas).


BLOCO NOTAS

País: Áustria (República Federal, desde 1920).

Área: 83849 km2.

População: 8,1 milhões de habitantes.

Capital: Viena.

Moeda: Euro.

Idioma: Alemão.

Vacinas: Nenhuma obrigatória

Documentos: Bilhete de Identidade e seguro de viagem.

Hora: GMT +1.

Clima: A Áustria desfruta de um clima continental moderado, com quatro estações do ano distintas (Primavera, Verão, Outono e Inverno). O Verão é quente e agradável (máximo 25º), com noites frias; o Inverno é frio (-5º) mas solarengo e com bons níveis de neve para a prática de uma vasta gama de desportos.

Vestuário: Roupas ao estilo europeu de acordo com as estações do ano e equipamento alpino para as estações de ski.

DESCANSO&LAZER

Pontos de interesse:

  • Festung Hohensalzburg, fortaleza no cimo do Mönchsberg (9h às 17h), com acesso pelo funicular FestungsBahn)
  • Centro histórico
  • Dom, catedral de Salzburgo
  • Abadia de São Pedro
  • Igreja de S. Francisco
  • Residenz Salzburg, palácio dos arcebispos (10h às 17h)
  • Getreidegasse, rua comercial no centro histórico
  • Mozart Geburtshaus, na Getreidegasse, 9 (9h às 18h)
  • Mozart Wohnhaus, igualmente conhecida por Tanzmeisterhaus, na Makartplatz, 8 (9h às 18h).
  • Existem bilhetes combinados para visitar as duas casas.

    Alojamentos:

  • Sacher Salzburg (*****) - Schwarzstrasse, 5-7 - Tel.: (662) 88977
  • Crowne Plaza Salzburg-The Pitter (*****) - Rainerstrasse, 6-8 - Tel.: (662) 88978
  • Hotel Goldener Hirsch (*****) - Getreidegasse, 37 - Tel.: (662) 8084
  • Hotel Restaurant Elefant (****) - Sigmund Haffner Gasse, 4 - Tel.: (662) 843397
  • Restaurantes e cafés:

  • Blaue Gans - Getreidegasse, 41-43 - Tel.: (662) 842491
  • Goldener Hirsch - Getreidegasse, 37 - Tel.: (662) 8084
  • Bruno im Ratsherrnkeller - Sigmund Haffner Gasse, 35-39 (ao lado do Hotel Elefant) - Tel.: (662) 878417
  • Zipfer Bierhaus (data de 1858) - Sigmund Haffner Gasse, 12 - Tel.: (662) 840745
  • Stiftskeller - St. Peter Bezirk, 1-4 - Tel.: (662) 841268
  • Café Bazar - Schwarzstrasse, 3 - Tel.: (662) 874278
  • Café Tomaselli - Alter Markt, 9 - Tel.: (662) 844488
  • Viagem Anterior
    Canal Temático
    Topo da Página
    Página Principal
    Viagem Seguinte