Logo: Jipes Jbel Toubkal - Marrocos Logo: Jipes
NO TECTO DO ALTO ATLAS

No cume do Toubkal, a 4167 metros de altitude, bem acima das cordilheiras circundantes, vivem-se sensações de plenitude só possíveis em alta montanha.

Texto e fotos: Alexandre Coutinho

Imlil IMLIL, a pouco mais de 70 quilómetros de Marrakech, é a pequena aldeia de acolhimento e base de partida para todos os forasteiros e montanhistas que demandam o Jbel Toubkal (Jbel, Djebel, Jebel = monte, montanha). Esta aldeia, a 1740 metros de altitude, é o centro de um conjunto de habitações e terraços construídos em socalcos nas pendentes da encosta, que abrigam uma população de cerca de 2500 pessoas de origem berbére.

Pequenas pensões e restaurantes, um refúgio do Clube Alpino Francês de Casablanca e um sistema comunitário bem organizado de contratação de burros e mulas para transportar bagagens e provisões até ao sopé da montanha, são algumas das vantagens de fazer escala em Imlil.

Burro Uma mula e respectivo condutor podem ser contratados por 80 dirhams (cerca de 1500 escudos) e um guia por 200 dirhams (perto de quatro contos). É aconselhável partir cedo, pelas 8h da manhã, seguindo o trilho de 11 quilómetros que serpenteia ao longo do vale e passa pelas aldeias de Aroumd (1904 metros) e pelo santuário de Sidi Chamharouch (2310 metros).

Na montanha A progressão faz-se bem, mas a ritmos diferentes consoante a preparação física dos montanhistas. Geralmente, são necessárias cinco horas e meia para completar a jornada e alcançar o refúgio de Neltner, na base do Toubkal, já a uma altitude de 3207 metros.

A estratégia de ascensão deverá privilegiar períodos de aclimatação de um dia para cada grande etapa, bem como a instalação de um acampamento de altitude a cerca de 3800 metros, antes de lançar o ataque final ao pico mais elevado do Alto Atlas e do Norte de África (4167 metros).

No Inverno ou para grupos de montanhistas menos experimentados, recomenda-se o reconhecimento prévio das vias e corredores a utilizar na ascensão. A ausência parcial de neve, na Primavera e no Verão, facilita a realização destas operações, que poderão ser efectuadas sem recurso a botas de alta montanha ou «crampons».

Marco Geodésico Para garantir a subida e o regresso com luz solar, a saída do refúgio deverá ser feita bem cedo, às primeiras horas do dia. Mesmo sem muita neve, o desnível de 960 metros que nos separa do topo requer entre quatro a cinco horas de ascensão e a descida, pouco mais de duas horas.

A partir dos 3800 metros, a subida torna-se mais penosa devido à rarefacção do oxigénio no ar. Os avanços fazem-se de dez em dez metros ao longo da encosta, alternando com períodos de descanso de, pelo menos, cinco minutos, até ao completo restabelecimento do fôlego e das pulsações.

Do alto do Toubkal A chegada ao cume é, para cada um em particular e, para o grupo no seu todo, um momento memorável. Junto ao marco geodésico metálico, em forma de píramide e repleto de inscrições dos que nos precederam, há sempre lugar para a tradicional sessão de fotografias com bandeiras e dísticos.

Quando se está num plano superior a 4000 metros, bem acima do topo das cordilheiras circundantes, vivem-se sensações de plenitude só possíveis em alta montanha.. Do Toubkal avistam-se, para Sul, os primeiros indícios do deserto do Sahara;
Refúgio de Neltner para Este e Nordeste, as montanhas do Médio Atlas e a cordilheira do Rif; e, para Norte e Oeste, os restantes cumes do Alto Atlas.

Uma estadia mais prolongada no refúgio de Neltner, poderá ser potenciada pela escalada de outros cumes superiores a 4000 metros: Imouzzerr (4010 metros), Toubkal-Oeste (4030 metros), Timesguida (4089 metros), Ras (4083 metros) e Biiguinnoussene (4002 metros).


BLOCO NOTAS:

País: Marrocos (al-Maghreb al-Aqsa) - Monarquia

Área: 750850 km2

População: 26 milhões

Capital: Rabat

Moeda: Dirham (câmbio médio em 1996: 1 Dirham = 18$00)

Idiomas: Árabe e dialectos berbéres; Francês

Vacinas: Nenhuma obrigatória; febre amarela recomendada para determinadas regiões

Documentos: Passaporte, extensão do seguro automóvel e seguro de viagem

Hora: GMT

Mapa de Toubkal Destino: Jbel Toubkal, Alto Atlas, a partir da aldeia de Imlil, 17 quilómetros a Sul de Asni, na estrada de Marrakech para Agadir.

Mapas:
  • Michelin 959 - Maroc (1:1000000)
  • Carte du Maroc (Direction de la Conservation Foncière et des Travaux Topographiques) - Folha NH-29-XXIII-1 - Oukaïmeden-Toubkal (1:100000)


  • Guias:
  • Morocco - A Travel Survival Kit - Lonely Planet (www.lonelyplanet.com)


  • Acesso: Em veículo automóvel até à aldeia de Imlil, por estrada de terra batida. A pé ou a dorso de burro até ao refúgio de Neltner (3207 metros de altitude).

    Alojamento: Refúgio do Clube Alpino Francês de Casablanca (Tel.: 00 212 2 270090 - Fax: 00 212 2 297292), em Imlil e Refúgio de Neltner, na base do Toubkal.

    Clima: A melhor época do ano para escalar o Toubkal é a Primavera, em Abril e Maio, logo após o degelo das neves de Inverno e antes da chegada dos dias de calor do Verão. O Outono é imprevisível e o Inverno apenas se recomenda aos alpinistas experimentados. Em altitude, as temperaturas são frequentemente negativas (até um máximo de -15º) e os picos montanhosos estão cobertos de neve grande parte do ano.

    Equipamento indispensável:
  • Primavera/Verão - Mochila, saco-cama, tenda, botas de «trekking», chapeú, óculos de sol, cantil, altímetro, canivete suíço, bússola, apito, bolsa de primeiros socorros, protector solar, binóculos, máquina fotográfica e câmara de vídeo.
  • Inverno - Além do já descrito, passa-montanhas, forro polar completo, impermeável completo (de preferência, em «Gore Tex»), luvas (1ª, 2ª, 3ª camadas e reservas), botas de alta montanha, óculos de glaciar, «crampons», «piolet», batões de ski ou de «trekking», corda de segurança «everdry» (mínimo 30 mts), «baudrier», descensor («oito»), mosquetões de rosca, cordeletas, «sangle», «express» e capacete.


  • Código de conduta: Lembre-se que as populações locais têm os seus próprios hábitos e costumes. Peça autorização antes de fotografá-los. Faça trocas ou retribua mediante pequenas ofertas. Respeite a sua cultura, sobretudo, em zonas de influência muçulmana.

    Endereços úteis:
  • Centros de Informação de Montanhas (Turismo Marroquino)
    CIM Rabat - 1, Rue d'Oujda (Tel.: 00 212 7 701280 — Fax: 00 212 7 760915)

  • Montanhas
  • www.mimer.no/~janhol02/m_world.html
    Marrocos
  • http://globale.net/~maroc/index.html
  • www.neosoft.com/~tm/club/mrocbd1.htm
  • http://i-cias.com/m.s/morocco/index.htm
  • www.solutions.net/rec-travel/africa/morocco/
  • www.dsg.ki.se/maroc/
  • www.city.net/countries/morocco/
  • Viagens
  • www.rotasdovento.pt
  • www.trilhos.pt/index.htm
  • http://nouvelles-frontieres.sinfomic.fr/bin/cgi/Promo-Choix.cgi
  • www.deepriver.com/adven/htm/pics/15975.htm/364.htm
  • www.adventure-center.com/explore/nafrica.htm
  • www.sherpa-walking-holidays.co.uk/contents.htm
  • Viagem Anterior
    Canal Temático
    Topo da Página
    Página Principal
    Viagem Seguinte