A Dama de Xangai

Lynn Pan, uma das mais conceituadas intelectuais da diáspora chinesa

Foto: Lynn Pan Ainda mal sabia andar quando fugiu de Xangai com os pais, após a declaração da fundação da República Popular da China em 1949. "Sou um dos 30 milhões que fazem parte da diáspora chinesa. Nasci em Xangai no final da guerra, fui feita emigrante à força em virtude das perseguições do Partido Comunista da China aos empresários e quadros, e fui educada em Hong Kong, Borneo do Norte (hoje Sabá) e Inglaterra. Acabei por ser mais um rescaldo do Império britânico e em Inglaterra nunca deixei de ser uma ex-colonial, tão imigrante de cor como os outros. Agora estou a redescobrir as minhas raízes", confessou Lynn Pan numa das suas novelas.

Esta dama de Xangai revisitou a sua terra natal só após as reformas de Deng Xiaoping, e o que foi encontrar em 1981 deixou-a perplexa - a China estava em mudança acelerada, algo que também os chineses capitalistas da diáspora cedo perceberam.

Lynn não trouxe capital, mas memorizou tudo o que viu e quando regressou a Hong Kong pegou na pena e nunca mais parou, mesmo quando uma doença a deixou no meio de uma forte depressão. Desde essa altura, tem regressado duas vezes por ano à fonte. Em In Search of Old Shanghai, ou em Old Shanghai: Gangsters in Paradise, ou, mais recentemente, em Tracing it Home, Lynn explica melhor a actual revolução desta cidade do que uma pilha de ensaios de académicos ocidentais sinólogos.

No entanto, ela é mais conhecida, na Ásia e na Europa, pelas suas obras históricas sobre a diáspora chinesa no mundo. Um dos livros mais notáveis, publicado em 1990, é Sons of the Yellow Emperor: The Story of the Overseas Chinese, editado e reeditado pela Mandarin inglesa (do grupo Reed International Books), que o EXPRESSO divulgou, na altura. Ao longo de mais de quatrocentos páginas, conta, com muito episódio pitoresco à mistura, as várias vagas de emigração chinesa para o mundo.

Agora, com 52 anos, Lynn Pan está à frente do Chinese Heritage Centre, em Singapura, mas está prestes a regressar a Xangai, desta vez para ficar. Traz na bagagem, para editar no próximo ano, uma Enciclopédia sobre os Chineses da Diáspora, apresentada como a mais completa obra sobre o tema jamais publicada.


Contactos:
Chinese Heritage Centre
Home page: www2.ntu.ac.sg:8000/~tltan/index.html
Nanyang Technological University
Singapore 639798
Telef: 0065-7996176
Fax: 0065-7920017
Administradora: Tan-Lee Tang Ling (e-mail: tltan@ntuvax.ntu.ac.sg)

Página Anterior
Canal Temático
Topo da Página
Página Principal