Os Arquivos de Drucker

Vista da Peter F. Drucker Graduate School of Management    Vista da Peter F. Drucker Graduate School of Management

63 caixas de livros e documentos transitaram da garagem de Peter Drucker para a Escola
de Gestão que foi baptizada com o seu nome na Claremont Graduate University. Em Novembro
de 1999 uma primeira grande conferência por altura dos 90 anos de Drucker abrirá ao público
estes importantes Arquivos de mais de 60 anos de actividade teórica do «pai» do Management

Apontamento de reportagem com Eric Pollard, responsável dos Arquivos, e com Jonh Shaw, então Reitor

 Tudo sobre a Peter F. Drucker Graduate Management School 


Drucker na inauguração «Tornar as ideias, ideais e filosofia de Peter Drucker em algo acessível, utilizável e duradouro» é a missão dos Arquivos de Drucker, diz-nos Eric Pollard, o responsável por esta área de actividade da Peter F. Drucker Gradute School of Management. Nos 63 caixotes de papelão que guardam o espólio que saíu da superlotada garagem da vivenda de Drucker na Wellesley Drive em Claremont para a Escola, Eric mostra-nos, com satisfação, exemplares das traduções em português pela Difusão Cultural das obras do «pai» da gestão, bem como algumas edições da «Executive Digest» e artigos do Expresso, que, dentro em breve, acabarão por ser catalogados, alguns digitalizados e disponibilizados ao público.

A limpeza da garagem

«Doris (a mulher de Drucker) ficou radiante com esta 'limpeza' da garagem e para nós trata-se de um projecto essêncial, que é apenas um começo», prossegue o nosso interlocutor remexendo em mais exemplares em língua portuguesa (agora edições no Brasil). «O nosso objectivo é coligir em todo o mundo, catalogar e, usando as novas tecnologias, tornar acessível aos investigadores, estudantes e gestores, todo o tipo de materiais produzidos por Peter Drucker e por todos os que, no mundo, foram ou continuam a ser influênciados por ele ou o divulgaram».

Os Arquivos foram financiados em parte por contribuições da The ServiceMaster Company e por bolsas da Ewing Marion Kauffman Foundation e do General Electrical Fund. Outros patrocinadores são a Pacific Mutual, a W.R. Grace Foundation e Robert Buford, dono da Buford Television. Com esses fundos, a Escola já edificou um amplo centro de estudos com sala de leitura e vários terminais de acesso aos Arquivos electrónicos. O arquivo físico denominado Collection of the Drucker Archives será complementado com uma versão na Web.

Em Novembro de 1999, por ocasião dos 90 anos de Peter Drucker, os Arquivos promoverão uma Conferência Internacional.

Uma escola original

Os Arquivos de Drucker situam-se numa Escola de Gestão original dentro do enorme «campus» da Claremont Graduate University. O que hoje se chama Peter F. Drucker Graduate School of Management começou por ser o Claremont Graduate Management Center, que, em 1987, foi rebaptizado em honra de um dos mais proeminentes cidadãos de Claremont e docente daquela universidade.

A Escola pretende manter viva a filosofia de gestão do seu patrono, mas encara a sua estratégia de um modo muito «druckeriano»: «Não queremos ser uma grande escola, o que pretendemos é ser relevantes em termos internacionais no campo do Management. Queremos ser um jogador muito forte num dado nicho, o nicho do conhecimento em gestão, do capital intelectual nesta área», explica-nos John Shaw, que recebeu a delegação da «Executive Digest» e da direcção da Escola de Gestão do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, formado por Mário Murteira e Luis Reto. Shaw, com 65 anos, foi reitor da Escola até há bem pouco tempo e deu o pontapé de saída na nova estratégia internacional: «Temos uma 'marca' muito forte - a marca Drucker. Queremos expansão mas através de alianças e parcerias, como sempre advogou Peter Drucker. Temos desenvolvido relações muito estreitas com o México, com o Instituto Tecnológico de Monterey, com a China e com o Japão. Estamos a trabalhar para assentar raízes fortes no Brasil e temos a Europa em aberto. O mundo de língua portuguesa é também para nós uma prioridade».

Os alunos típicos de Drucker

Ele veio da consultora Delloite & Touche Consulting, onde era vice-presidente, e agora foi dirigir uma organização sem fins lucrativos que criou com a sua mulher. Ele é tipicamente um dos alunos do Executive Management Program dirigido, ao longo de anos, por Drucker. Um executivo com largos anos de experiência na faixa etária mais sénior, o tipo de gente para quem o «pai» da gestão «gosta de contar as suas histórias, ouvir os detalhes da vida concreta na empresa e os anseios que temos». A reacção dele é também a «normal» entre os alunos de Drucker: «Este lugar mudou a minha vida radicalmente, depois de ter frequentado o programa. Passei a ver o mundo de outro modo. Devo isso a Drucker. Quando me fizeram o desafio para vir dirigir a Escola não podia recusar e senti-me muito honrado». A maioria esmagadora dos alunos - 90% - centra-se na faixa etária entre os 36 e os 55 anos. Vêm predominantemente de grandes empresas (58%), mas 1/3 é oriundo das médias. O sector industrial transformador lidera (com 18%), mas o aeroespacial, a saúde, o retalho e as organizações sem fins lucrativos vêm logo a seguir. São homens da gestão geral (1/4 dos alunos), mas áreas como a administração, o marketing e a direcção financeira são também muito frequentes.