Colaborações no Diário Digital


Ideias em cadeia (?!)

Um cientista famoso (que tinha pregada, atrás da porta, uma ferradura) respondia, a quem lhe perguntava se era supersticioso:
- Não sou, mas dizem que estas coisas dão sorte mesmo a quem não acredita nelas!

E por falar em sorte:

No mesmo dia em que a GNR foi atacada no Iraque, partiu para lá um outro contingente. Não sei se os que lá estão foram igualmente precavidos, mas estes já levaram uma imagem da Senhora de Fátima. E fizeram muito bem, dado que, nestas coisas, antes a mais do que a menos - e um milagre dá sempre jeito, especialmente em terras onde a fé predominante é outra.

E por falar em milagres:

Também no mesmo dia, a «ribeira-dos-ditos» voltou a ser vítima de uma descarga poluente - e o mais certo é que o acto, tal como aconteceu com todos os outros semelhantes, fique impune. Só não sei é se já apareceu a inevitável entidade oficial a «desdramatizar» ou «minimizar» o sucedido pois, segundo nos disseram, «vai haver, daqui a uns anos, uma estação de tratamento de resíduos suinícolas que já está a ser estudada».

E por falar em minimizar:

Ainda no mesmo dia, veio a saber-se que alguém com responsabilidades na Procuradoria-Geral da República traficava documentos comprometedores.
Segundo o «JN» de 6 de Abril, Cândida Almeida, responsável máxima da Direcção Central de Investigação e Acção Penal, já «minimizou» o sucedido.
Eu sei que não se devem fazer comentários aos nomes das pessoas; mas, com todo o respeito, permitam-me que diga que, neste caso, um nome como «Cândida» faz aflorar um sorriso aos lábios...


Publicado no "Diário Digital" em 12 Abril 2004

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte