Carta(s) Branca(s)


Os bruxos de Bush

Já todos ouvimos brincalhões que se propõem fazer o Totobola à segunda-feira; e todos conhecemos alunos que, quando se enganam e o professor lhes diz qual é a resposta certa, batem na testa e garantem: "Bolas! Eu até sabia!"

Lembrei-me disso quando o relatório do 11 de Setembro revelou que, afinal, diversos serviços secretos dos EUA (o país onde se inventou a Internet...) podiam ter evitado a tragédia se, simplesmente, tivessem comunicado entre si - pois parece que havia quem soubesse que se preparavam atentados com aviões desviados... e até a época do ano em que tal sucederia!

Mais recentemente, logo a seguir ao atentado ao edifício da ONU em Bagdad, um tal Ahmed Chalabi (homem de confiança dos EUA e um dos mais importantes naquilo que pretende ser a governação do Iraque) veio garantir que, afinal, tinha tido informações de que se preparava uma acção do tipo da que veio a suceder - e até o alvo não era mistério nenhum.

Para cúmulo, ainda não tinha assentado a poeira na mesquita de Najaf, e já o mesmo cavalheiro vinha garantir que sabia quem tinha perpetrado o crime.

Não admira, pois, que haja autoridades internacionais que o pretendam caçar. O mais certo é que não o queiram prender pelas suas tropelias (entre outras coisas, na Jordânia é acusado de ter desviado 20 milhões de dólares de um banco que depois faliu) mas apenas tê-lo à mão para utilizar com eficiência os seus dotes de bruxo - já que os norte-americanos, ao não valorizarem essa sua aptidão, estão a credibilizar o ditado "dá Deus nozes...".


Publicado no "EXPRESSO" - "Carta Branca", em 6 Setembro 2003


Comentário de um leitor:

Estimado Sr. Carlos Medina Ribeiro,

Em primeiro lugar cumprimentá-lo pela acutilância, simples e directa, dos seus comentários.
Em segundo lugar - e se me é permitido - chamar a atenção para um pequeno erro que sempre irá contribuindo para alimentar a mitologia da superioridade tecnológica dos EUA. Dizer que a internet foi inventada nos EUA é mais ou menos a mesma coisa que dizer que a rede de estradas foi inventada no Império Romano. Ora o que normalmente se quer dizer com "invenção da internet" é, em rigor, a invenção da norma "http" ou, mais precisamente, da rede "www" (World Wide Web). Ora acontece que a "World Wide Web" foi inventada na Europa, mais precisamente no CERN, pela equipa de Tim Berners-Lee em 1989. Quanto ao resto, embora se diga que a Arpanet é a pioneira disso tudo, também foi na Europa, mais concretamente no Reino Unido, que se verificou a primeira experiência de estabelecimento de uma rede de comutação de pacotes em 1968.

Cordiais saudações,
Guilherme Statter

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte