Carta(s) Branca(s)


Cáustica resposta

Quando a mancha de óleo do Prestige se afastou de Portugal, Portas atribuiu o facto a uma intervenção da Senhora de Fátima. À primeira vista, poder-se-ia pensar que se tratou de um chiste, mas todos sabemos que ele não brinca em serviço - e estávamos perante um «rico serviço»!

Bem sei que a propósito de uma situação semelhante Ramalho Ortigão garantiu que, se o bom andamento dos assuntos do país estava dependente da boa-vontade do Céu, então ele preferia ter, como intercessor, o Senhor dos Passos - que lhe oferecia mais garantias do que os governantes. Mas o certo é que, aquando das recentes descargas poluentes das suiniculturas (talvez por terem acontecido relativamente perto de Fátima), foi n' Ela que pensei:

«Bem precisamos que intervenha novamente, pois a solução terrena não oferece confiança: deve vir aí mais uma comissão científica, e todos sabemos o que o governo lhes faz - veja-se as da alcoolemia e da coincineração, que se esfumaram sem deixar rasto!»

Ora, para cúmulo, sucedeu uma coisa MUITO bizarra: descargas na Ribeira... dos Milagres!! Tudo isso, e mais o que adiante se refere, não será demasiada coincidência?

É que, também há pouco tempo (quando se afundou o Nautile), a nossa costa foi brindada com inúmeros bidões de soda cáustica. Como se trata de um eficiente produto de limpeza que qualquer dona-de-casa conhece bem, pode perfeitamente ter sido mandado por Nossa Senhora, como quem diz:

- Tomem lá e arranjem-se, que já estou farta de vos acudir!


Publicado no "EXPRESSO" - "Carta Branca", em 26 Julho 2003

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte