Carta(s) Branca(s)


Os inimputáveis

O condutor que matou 4 pessoas no IC1 conduzia em contramão e alcoolizado. A defesa argumentou que, pelo facto de estar embriagado, devia ser considerado inimputável... mas apanhou 25 anos de cadeia. Ora, tendo já um longo historial de contravenções graves e muito graves, pergunto: OS QUE PERMITIRAM que ele andasse a conduzir também são inimputáveis?!

A propósito de impunidade:

Há meses referiu-se aqui um Ministério (o M.S.S.T.) cujos automóveis são invariavelmente estacionados em cima do passeio embora tenham espaço para respeitar o Código da Estrada. Nesse seguimento, o "24 Horas" fez três foto-reportagens e obteve dois interessantes esclarecimentos:

Segundo a Divisão de Trânsito da PSP, o Ministério devia ser multado (então por que não é?!); segundo os serviços de Bagão Félix, é assim, porque... sempre foi assim!

E já nem me lembrava disso se não tivesse calhado, no passado dia 2, ver vários desses carros impecavelmente "arrumados" - enquanto a Polícia, numa avenida ali perto, bloqueava todos os OUTROS nas mesmas condições!

Bem precisados andamos de anedotas como essa. Mas, já agora, queria saber qual dos critérios policiais é que é válido, pois moro na mesma zona e dava-me um jeitão poder estacionar dessa forma - e nem faço questão de ter um agente da PSP à porta, de plantão, como nesse dia tinha o senhor ministro!


Publicado no "EXPRESSO" - "Carta Branca", em 10 Maio 2003 e no "Correio da Manhã" de Moçambique (em "Chuva na Areia") no dia anterior

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte