Carta(s) Branca(s)


O Livro de Reclamações!

Li, em vários sítios e em vários tons (desde o sério até ao chocarreiro), que Paulo Portas teria afirmado que a maré negra do Prestige se afastou de Portugal devido à intervenção de Nossa Senhora de Fátima.

Ora, quem acompanhou com atenção a sua febril actividade no caso, dificilmente perceberá esse súbito acesso de modéstia, remetendo para Ela os créditos de tal feito.

No entanto, e a confirmar-se um relacionamento especial entre ele e a Senhora, temos de reconhecer que a presença de Portas no Governo é uma mais-valia significativa, e só esperamos que se faça sentir positivamente (e depressa!) em outros campos, como, por exemplo, na sinistralidade rodoviária, no desemprego, na corrupção e, já agora, na crise dos frangos que tanto tem atazanado Sevinate Pinto.

De qualquer forma, há um outro aspecto importante a considerar:

Que conclusões tirarão, de tudo isso, os peregrinos que, vindos das costas poluídas da Galiza, acorrem com regularidade à Cova da Iria?

Bem... é possível que os responsáveis pelo Santuário de Fátima já tenham tudo previsto: pois se há quem lá vá para pedir milagres; se há quem lá vá para cumprir promessas; se há quem lá vá simplesmente para rezar... por que é que não há-de haver, também, quem lá vá para pedir o livro-de-reclamações?


Publicado no "EXPRESSO" - "Carta Branca", em 15 Mar. 2003

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte