Carta(s) Branca(s)


Laranja (e) verde

Imagine-se que, de súbito, uma celebridade abandonava a casa onde havia muito estava hospedada, batendo estrondosamente com a porta; e que alguém, pretendendo apurar o que sucedera, interrogava o anfitrião, recusando-se em absoluto a fazer o mesmo com a personagem principal - apesar de, para isso, não haver qualquer impedimento.

Estranho? Pois foi exactamente isso o que fez «a maioria» no «caso Marcelo»: ouviu o patrão da TVI na subcomissão de Comunicação Social da A. R. e deu o assunto por encerrado:

- Concluir que deveríamos ouvir mais alguém seria concluir que Pais do Amaral não disse a verdade e isso não vamos fazer - foram as sábias palavras do deputado Francisco Martins (1).

Boa! Além de ter mostrado que a Justiça pode passar a ser muito mais célere (ouvindo só uma das partes), abriu um inestimável precedente, levando o Parlamento a conhecer as delícias do "outsourcing" - ao encomendar fora a investigação, à (por sinal moribunda) AACS.

Por seu turno, o CDS/PP já declarou que o caso nada tem de político e o considera encerrado (2), até porque há coisas mais importantes para tratar; e com razão, a avaliar pelo seguinte Despacho:

[Para comemorar o Dia Nacional da Desburocratização], «A Imprensa Nacional-Casa da Moeda, S. A., é autorizada a publicar o Diário da República de 28 de Outubro em papel especial de cor verde. Presidência do Conselho de Ministros, 14 de Outubro de 2004. - O Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, Domingos Manuel Martins Jerónimo» (3).


(1) "DN" 2004-10-26;
(2) Com tantas escorregadelas, deve estar é encerado...;
(3) Texto integral em http://abrupto.blogspot.com (2004-10-28)


Publicado no "EXPRESSO" - "Carta Branca", em 6 Novembro 2004


Transcrição do «post» referido (de autoria de J. Pacheco Pereira):

11:53 (JPP) PATETICES EM QUE SE GASTA O NOSSO DINHEIRO:
DIÁRIO DA REPÚBLICA VERDE

"Nos termos do Despacho Normativo nº 43/2004 de 27 de Outubro, este Diário da República, de cor diferente do habitual, integra-se nas comemorações do Dia Nacional da Desburocratização.""Despacho Normativo n.º 43/2004Considerando que a Resolução do Conselho de Ministros n.º 30/90, de 16 de Agosto, institui o Dia Nacional da Desburocratização, o qual se assinala na última quinta-feira do mês de Outubro de cada ano; Considerando que a Imprensa Nacional-Casa da Moeda, S. A., pretende associar-se àquele evento, imprimindo o Diário da República desse dia em cor diferente da habitual: Ao abrigo do n.º 2 do artigo 12.º do Decreto-Lei n.º 170/99, de 19 de Maio, e do despacho n.º 20387/2004, publicado o Diário da República, 2.ª série, n.º 233, de 2 de Outubro de 2004:Determina-se o seguinte: A Imprensa Nacional-Casa da Moeda, S. A., é autorizada a publicar o Diário da República de 28 de Outubro em papel especial de cor verde.Presidência do Conselho de Ministros, 14 de Outubro de 2004. - O Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, Domingos Manuel Martins Jerónimo.

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte