Cartas para a Imprensa


Reformas, regalias e privilégios

Como se sabe, em muitas empresas (e em muitos sectores da Função Pública) os baixos ordenados são compensados com regalias que valem dinheiro; mas a moda, actualmente, é dizer-se que todos esses benefícios são privilégios a abolir, esquecendo-se que eles, em geral, correspondiam a dinheiro que não era possível dar de outra forma. Assim, tiram-se essas «benesses» aos «exploradores do povo», mas o dinheiro a que elas correspondem... nem vê-lo!

Só que, à custa de ouvir chamar «privilegeados» aos beneficiários, o «povão» lá vai acreditando... e os atingidos lá vão engolindo.

É por isso que parece incrível que, totalmente ao arrepio dessa tendência, venha agora o próprio Governo propor, aos funcionários públicos com mais de 60 anos, «dias adicionais de férias para compensar o aumento da idade da reforma»!


Publicado no "DN" e no jornal "metro" em 4 Novembro 2005

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte