Cartas para a Imprensa


A Sinfonia e a «Não-Fonia»

Toda a gente já leu (ou ouviu contar) histórias de pessoas que fazem grandes sacrifícios para comprar brinquedos para garotos mimados que depois não dão lhes dão qualquer valor.

E há variantes com esmeradas comidas, confeccionadas com amor e carinho, e que a criancinha afasta de si com um gesto de desprezo e enfado.

São sempre histórias pungentes, é claro, destinadas a apurar a sensibilidade dos meninos e meninas que as lêem ou ouvem, por forma a que venham a ter bom-coração.

Ora foi disso que me lembrei quando vi o entusiasmo do maestro António Vitorino de Almeida com a sua sinfonia (única no mundo, no seu género) em honra dos jogadores do Benfica que ganharam a Superliga.

Como se sabe, no dia do espectáculo nem um dos homenageados se dignou aparecer.

Porque será que agora não me sai do ouvido a expressão «Dar pérolas a porcos»?


Publicado no "DN" em 23 Setembro 2005, com o título "Música Ignorada" e com o último parágrafo cortado

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte