Cartas para a Imprensa


Direito à informação...

No decorrer de uma das reportagens sobre os atentados de Londres, fez-me alguma confusão o jornalista português que se referia à senhora que manobrava a câmara como sendo «a camera-man» - mas isso é um pormenor sem importância.

O que na realidade me fez mais impressão foi o à-vontade com que uma outra repórter, em directo do Aeroporto da Portela, informava o mundo sobre o que estava a ser feito em termos de segurança:

Quantas carrinhas da polícia havia (e onde estacionavam), quantos agentes lá estavam e onde conversavam, etc - enquanto o camera-man (ou a camera-woman...) se esforçava para mostrar tudo aos possíveis interessados!


Publicado no "DN" de 10 Julho 2005

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte