Cartas para a Imprensa


Gomes e o «Princípio de Peter»

Sou do Porto e estou por isso à vontade para abordar o que se segue.

Parece que houve pessoas surpreendidas e irritadas com o afastamento de Fernando Gomes do Governo.

A decisão, que só pecou por tardia - as barra(n)cadas sucediam-se a ritmo alucinante - teve também a justificá-la também uma autêntica força da Natureza a que poucos são imunes:

Refiro-me ao implacável Princípio de Peter que, no caso presente, transformou um bom Presidente de Câmara num mau ministro.

Preocupante é que haja quem veja nisso um insulto ao Norte!

E aí temos, à solta e por vezes em bicos de pés, os aprendizes-de-feiticeiro a clamarem por uma espécie de Guerra Santa Norte-Sul!

Estou preocupado, pois tenho bastantes familiares numa zona do país que fica EXACTAMENTE NO CENTRO de Portugal: de que lado ficarão se isso acontecer?

Aliás, e já agora: em que latitude acaba o Norte e começa o Sul?

E se aparecem uns patuscos a dizer que o país deve ser dividido por uma linha que vá de Caminha a Vila Real de Santo António?

Já viram o que poderá acontecer? Teríamos os do Nor-Nordeste contra os do Sul-Sudoeste, além de que muita gente que se diz "do Norte" ficaria sendo "do Sul" e vice-versa.

Será que os Primeiros-Ministros (o actual ou outro que aí venha) deverão passar a ter em conta a latitude de origem dos governantes?

Em caso de dúvida na aplicação do critério topográfico, sugere-se o uso de um pequeno aparelho, já muito divulgado, e que calha muito bem ao governo actual: um G... PS.


Publicado no EXPRESSO - "Cartas" em 30 Set. 2000

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte