Cartas para a Imprensa


Valha-nos Nossa Senhora!

1 - Há alguns anos, um jornalista entrevistou um casal que estava a tomar banho num dos mais poluídos areais do Tejo. «A água aqui é muito boa» - garantia a consorte - «Dizem que até tem amoníaco!»

2 - Bem recentemente, no seguimento da descarga da suinicultura que empestou a praia de Vieira, uma outra senhora jurava que, ao contrário do que afirmavam as autoridades, a água estava óptima: «Já a provei, já a meti à boca, e está uma maravilha!»

3 - Segundo Paulo Portas, a mancha de óleo do Prestige foi afastada para a Galiza por intervenção da Nossa Senhora de Fátima.

À primeira vista, a mesma Senhora de Fátima recusou-se a intervir aquando do derrame de soda cáustica do Nautile. Alguns dizem que terá sido porque o acontecimento se deu mais a Sul, a uma latitude a que corresponderia a intervenção de S. António, a quem o Governo se terá esquecido de apelar.

Não acho. O mais certo é que, pelo contrário, a soda cáustica tenha sido uma dádiva do Céu para lavar as porcarias atrás referidas. Mas, como se sabe, foi estupidamente mal recebida.

4 - Já em 1874 Ramalho Ortigão abordava o caso dos governantes que ficavam à espera da intervenção divina para resolverem os problemas do país: «Como intérprete e intercessor das nossas necessidades para com os remédios da Providência Divina - o Senhor dos Passos da Graça oferece-nos mais garantias (do que V. Ex.as.)»


Publicado no "DN" de 7 de Jul 2003, com os cortes indicados em itálico

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte