Cartas para a Imprensa


Pedagogia da treta

Imagine-se que, no seguimento da instalação de um novo sistema de vídeo-vigilância, as autoridades detectavam, dia após dia, uns tantos indivíduos aos tiros nas ruas da capital - em cenas que ficavam devidamente documentadas.

Mas imagine-se, também, que as mesmas autoridades, em vez de meterem na prisão ou num hospício os «artistas» que haviam sido devidamente identificados, nos vinham dizer que só daqui a algum tempo é que iriam actuar.

Talvez pensássemos que estava tudo doido, mas o que atrás se descreve é semelhante ao que se tem passado na sequência da instalação dos novos radares pela Câmara Municipal de Lisboa: detectam-se e identificam-se verdadeiros assassinos a mais de 200km/h e, naquilo que é uma inenarrável afronta aos mortos e estropiados por gente dessa, vêm dizer-nos, com a maior das naturalidades, que por enquanto nada se faz, pois o sistema, até Março, é apenas... pedagógico!


Publicado no "Público-Local/Lisboa" em 18 Janeiro 2007 e no "Destak" em 22 Janeiro 2007

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte