Cartas para a Imprensa


A Canção de Lisboa

Como se sabe, José Sócrates fez chegar ao Tribunal Constitucional (que vai apreciar alguns pontos duvidosos da Lei das Finanças Locais) cinco cartas, de outros tantos especialistas, que abonam a favor das suas pretensões. Embora se tenha posto em bicos de pés (arrogando-se o direito de explicar àquele tribunal que a aprovação da lei é muito importante!), Sócrates teve a gentileza de esclarecer que não estava a pressionar ninguém - apenas a querer ajudar os juízes no seu difícil trabalho!

Enquanto espero para ver o resultado desse acto de uma saloiíce nunca vista, fico a matutar que, se o filme «A Canção de Lisboa» fosse feito hoje, Vasco Santana teria apresentado ao júri, ainda antes de começar o famoso exame, umas cartinhas, escritas por uns amigos, a atestar que devia ser aprovado. Mais diria que essa aprovação era muito importante para a sua vida futura, embora tendo a gentileza de esclarecer que não estava a pressionar ninguém - apenas a querer ajudar o júri no seu difícil trabalho!


Publicado no "Destak" em 5 Janeiro 2007

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte