Cartas para a Imprensa


Surdos e absurdos

À primeira vista, parece ser muito negativo o facto de a Câmara Municipal de Lisboa não concordar com as alterações que a Carris quer fazer em algumas das suas carreiras de autocarros. Pensar-se-á: «Então essas pessoas todas (a quem, por sinal, pagamos...) não são capazes de se entender numa coisa tão importante?!»

Mas, se tivermos em conta o carinho que a Câmara alfacinha demonstra pelos transportes públicos da capital (onde o automóvel particular é Rei e Senhor - dos passeios, das praças de táxis, das passadeiras para peões, das faixas BUS, das paragens de autocarros...), somos tentados a pensar: «Se Ela não está de acordo com a Carris, só pode ser bom sinal...»


Publicado no "Correio da Manhã" de 31 Agosto 2006, com corte da parte indicada em itálico

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte