Cartas para a Imprensa


«Espelho meu...»

Muitas pessoas, à força de se olharem demasiadamente ao espelho, chegam a pensar que a imagem que nele vêem é a mesma com que são vistas pelos outros. Claro que não é, sucedendo o mesmo com a percepção que têm da própria própria voz - uma realidade que é extensível à postura, à personalidade, etc., etc.

Vem isto a propósito dos que, mesmo já na idade adulta, não conseguem aperceber-se de uma verdade elementar:

A forma como são vistos pelos outros pode ser muito diferente - para melhor ou para pior... - daquela com que se vêem a si mesmos.

Que diabo! Uma realidade tão evidente como essa, que está ao alcance da compreensão de qualquer adolescente, ainda não foi interiorizada por pessoas inteligentes como Santana Lopes ou Manuel Maria Carrilho?!


Publicado no jornal "metro" e no "Público" de 24 Maio 2006 e no "24 horas" de 26

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte