Cartas para a Imprensa


Mais do mesmo...

Para mal dos nossos pecados, fomos recentemente informados que os sacrifícios que nos têm sido pedidos ainda não chegam, pelo que há-de vir aí, em breve, nova dose.

Com isso, fazem-me lembrar a rábula do camionista que, depois de atropelar um peão, deita a cabeça de fora e grita para o infeliz que, lá atrás, se contorce no asfalto:

- Ó homem, tenha cuidado!

Mas o desgraçado, mais morto do que vivo, só quer saber:

- Porquê? Ainda vai fazer marcha-atrás?!


Publicado no jornal "metro" de 2 Maio 2006

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte