Cartas para a Imprensa


A caminho do Euro

Tolerância... Zé!

E da Luz veio o «diferecto»

Mencionar a etnia será «relevante»?

Gomes e o «Princípio de Peter»

Edison e a máquina de contar votos

«Jogo do bicho»?

O meridiano de Barrancos

«Aceleras»: licença para a morte

O Texas dos táxis

Política digital no Parlamento

É igual ao litro

Sondagens Insondáveis

Tradições

O espectáculo segundo o Marquês de Sade
(Título original: «A barraca de Barrancos»)


Pequena polémica, no «DN», sobre o texto anterior

A «estupidância»

Os pesos e as medidas

O que busca Bush?

«O Urso e a Volta-ao-Mundo»

As «casas» de Santana Lopes

«Música em Coimbra»

Os sujeitos passivos

Acidentes?

Anti-americanismo

A inteligênCIA

Água... ardente

Flores & Música, S. A.

Toxi...cidades

«Fora-o-árbitro!!»

As lágrimas

Missão incumprida

Tento na bola!

Decisões aéreas

Para o Iraque, pois claro!

As banhocas de Arquimedes

Valha-nos Nossa Senhora!

Maquias e tauromaquias

Verdades e falsidades

Incúria sem cura?

tás tramado, pá!

Os solidários

Partidas à chegada
ou: Cegadas nas chegadas


Exames... de consciência

Recordações de infância

As Metralhadoras-Falantes

A fúria do director da PJ

A Band(alh)eira Nacional

O momento político

Os americanos no Iraque

«É uma injustiça!»

A par... e a passo

Um raciocínio subtil

Formas de tratamento

É o fim da macacada!

As quotas

As Pharmacias

Impagável!

Impagável! (continuação)

Arrogância

Os portugueses semi-cívicos

Eco... lógico?

Cada terra com seu uso...

O caso das casas

Escolhas que fazem escola

Sócrates e o Sr. Geringôncio

Os parquímetros e o défice

Lisboa e «Os 7 Magníficos»

Os «artistas»

Tsunamis e conversa-fiada

Estranho mundo, o nosso!

Newton e Carrilho

Uma alternativa interessante...

Direito à informação...

O arrastão e o pescador

Um povo de pensadores

O homem certo para a tarefa certa

Um Agosto a seu gosto

Distrair o paciente

Quem deve pagar

A «suspensão» d' «O Comércio do Porto»

Pontos de vista

Pena (da) Capital

No 620º aniversário de Aljubarrota...

A limpeza das matas

A guerra dos media

A Sinfonia e a «Não-Fonia»

O regresso do cuspo

Importam-se que eu vote?

O que é feito do voto electrónico?

O Katrina, o Rita e o Homem

O que é feito do nosso tsunami?

Reformas, regalias e privilégios

A luta contra o falso desemprego

Imposto de Circulação

Que nome dar a esta gente?

Privilégios e demagogia

A nossa guerra perdida

Agarra que é ladrão!

Receita para a receita

Em maré de «economias»

Os atrasados

O mistério da casa de Garrett

Impostos e imposturas

A minha sexta-feira 13

A «Demo-Lição»

Uma adivinha difícil

Os infor-trôpegos

Gerir é prever

Depois logo se vê...

Câmara lenta?

Espelho-meu

Parabéns a você(s)!

Os especialistas

Caras caricaturas

Rapida... mente

Mãos ao ar!

O Chico-soldador

O AUDI do Presidente

O Alqueva não existe!

Os brincalhões

Paródia de fim de Inverno

Em mau estado

A misteriosa festa

Os filhos do povo

A moral da história

Regiões demarcadas

Mais do mesmo...

Moeda de troca
(ou troca por troça)


Código de geometria variável

Intenções da treta

A síndrome da pulga grávida

Os «Encarnados»

Verdes e maduros

Bacocos ou «ibéricos»

Curiosidade Portuguesa

«Espelho meu...»

Ruas da amargura

Código... de conduta

Deitar dinheiro fora

Um desastre e três perguntas

A «chicana»- chique

Dinheiro a voar

O pára-quedas do português

Os baldes e as baldas

O aval da avaliação

A CP, com «algum» atraso...

E por cá, Camões?

A «dica» do transeunte

Ora conta aí...

Tudo explicado!

Silêncio de ouro?

O fim da macacada

OTA, bota e perdigota

Os grava... dores

Mau ambiente

Então contem lá...

O papel deles

O terço

Nós, os «totós»

O lobo bom

As dores dos devedores

Frases-feitas e desfeitas

Novos tempos

Brincando com o fogo

O João Pateta

Estacionamento exemplar!

A outra selecção

A dúvida e a dívida

Competências

O mês de Albertus

O Ovo-de-Colombo

Os Tratadores

Letras protestadas

Cândidos candidatos

Um papel difícil…...

O engenheiro e o electricista

A Band(alh)eira

Mais vale selo...

Uma ponte real

Surdos e absurdos

O «M. G. I.»

Novos tempos

As dores dos devedores

Economia Ambiental

Letras protestadas
ou: Quem tem «K»...


Santa ingenuidade!

Boas acções

Mal por mal...

São só bocas!

Uma ideia ímpar!

Um soninho descansado

Caros «senhores»

Mais uma Lei-da-Treta?

O ministro e o moribundo

Interesses instalados

Grandes «números»!

Cobranças difíceis

A mudança e a dança

Passe a publicidade...

Rigor incompleto

Uma boa resolução de Bush

A Telecom(e)

A Dança da Chuva

Palavras leves

Rigorosa... mente

Os optimistas

E ninguém se envergonha?

A excepção e a regra

O dever acima de tudo!

Ninguém leva a mal...

O conteúdo e a forma

A Canção de Lisboa

Mistérios de Lisboa

Não, vírgula!

Os direitos e os tortos

Pedagogia da treta

O verdadeiro desastre

Os atrasados

Negócios da China

O descontozito...

Peter - a regra e a excepção

Televoto e amor de mãe

Só à castanhada!

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal
Página Seguinte