Os «filhotes» da mobilidade

4 «nokinhas» em Portugal

Uma das estratégias seguidas pela Nokia desde os anos 90 tem sido o desenvolvimento de uma rede internacional de fornecedores de soluções para os telemóveis. Fomos visitar quatro que são o espelho do que a jovem geração de especialistas lusos está a fazer para a multinacional finlandesa.

Reportagem de Manuel Posser de Andrade


Megamedia: Laboratório de Mobilidade
Grupo PT, Lisboa
www.megamedia.pt

Para a Megamedia, uma empresa do universo Portugal Telecom, a parceria com a Nokia surgiu no início deste ano, com a criação de um Laboratório de Tecnologias "Mobility" no seio da empresa, onde são desenvolvidas soluções e tecnologias inovadoras ligadas à Mobilidade, nomeadamente interligação entre PDA, telemóveis e computadores portáteis. Neste laboratório, estão presentes alguns dos principais fabricantes de equipamentos e soluções nesta área com destaque para a Nokia, «uma empresa que mostrou grande interesse em ser nosso parceiro, juntamente com a TMN, um parceiro estratégico com quem já desenvolvemos soluções comerciais para o mercado empresarial», afirma Sérgio Carvalho, presidente da comissão executiva da Megamedia, comentando que neste Laboratório de mobilidade, existe uma equipa residente que desenvolve estas actividades e participa em projectos de I&D.
Com uma facturação de 9,7 milhões de euros no ano passado (um crescimento de 250% face ao ano anterior), a Megamedia posiciona-se como uma empresa «Arquitecta e Construtora de Soluções de Economia Digital», que no ano passado iniciou a "webização" e integração de todas as empresas do grupo PT.
No âmbito desta "webização" existe um projecto em curso na área do "sem fios" que ganha um peso cada vez maior na actividade desta empresa. Trata-se do "Enterprise Mobile Access" (EMA) desenvolvida no referido laboratório e que consiste numa solução de mobilidade com base no MIS (Microsoft Mobile Information Server), para aceder em qualquer momento e em qualquer lugar a e-mail, agenda, contactos e tarefas do Microsoft Exchange, através de várias vias: telemóvel WAP, Pocket PC, ligação GPRS ou GSM e com recepção de notificações via SMS. O projecto tem como alvo os quadros de topo e comerciais do Grupo PT, e no âmbito dele foi desenvolvida uma estação padrão que permite o acesso permanente aos sistemas empresariais do utilizador independentemente da sua mobilidade, nomeadamente pela interligação de PDA's com telemóveis. «Desta forma tiramos o melhor partido das tecnologias de mobilidade, com segurança e fiabilidade, desenvolvendo ainda um 'case study' de fácil transposição para outras empresas do Mercado», conclui Sérgio Carvalho.


Mobicomp: aposta no MMS
Braga
www.mobicomp.com (em inglês)

O MMS é cada vez mais visto como uma "killer application" no mundo das comunicações móveis e um grande passo na terceira geração de telemóveis (3G). A Mobicomp é uma das empresas nacionais que mais está a apostar nesta tecnologia de "messaging", desenvolvendo recentemente uma solução que permite o envio e recepção de mensagens multimédia a partir de um ambiente "Web". Denominada MMS Messaging HUB, esta plataforma «permite dar o passo em frente em serviços multimédia para telemóveis pois os produtores de conteúdos podem, de forma simples e rápida, enviar conteúdos multimédia para telemóveis, sem necessidade de desenvolvimento ou conhecimentos tecnológicos», esclarece Carlos Oliveira, um jovem responsável desta empresa de Braga. Por outro lado, os utilizadores poderão via interface "Web" , compor os seus MMS e enviá-los. Na "MMS Suite", uma das ferramentas estão disponíveis alguns produtos de "messaging", nomeadamente um Multimedia Album, Postcards e Inbox.
Inclusive, o primeiro serviço de MMS lançado no mercado português foi criado pela Mobicomp para a TMN durante o Mundial de 2002. Baseava-se num serviço onde sempre que existisse um golo nos jogos da Selecção Nacional e na final do Mundial, os Clientes TMN recebiam um MMS (Mensagem Multimédia) composto por três a quatro fotografias do lance do golo, o hino da equipa que marca o golo e um comentário em texto. No final do jogo era igualmente enviado um MMS com o resultado alcançado. É precisamente neste âmbito que surge a parceria com a Nokia: «É necessário trabalhar no MMS Messaging HUB de forma a que este esteja 100% compatível com os dispositivos da Nokia e no desenvolvimento de soluções para os novos dispositivos, em particular para o novo Nokia 7650. Estes desenvolvimentos são efectuados com recurso a J2ME e a Symbian e têm como 'target' quer o mercado de massas, quer o mercado empresarial», acrescenta Carlos Oliveira.
Para este responsável, a parceria «surgiu naturalmente, devido a um enquadramento natural da área de actuação da MobiComp; a parceria com a Nokia, líder mundial em tecnologia móvel, é uma necessidade para a evolução do negócio da MobiComp». A MobiComp - Mobile Computing & Wireless Solutions foi fundada em Junho de 2000 e actua essencialmente na computação móvel e no desenvolvimento de soluções de alta tecnologia para computadores de bolso (Palmtops e Handhelds), dispositivos sem fios e também para telefones móveis (GSM, WAP, GPRS e UMTS). Em 2001, primeiro ano completo de actividade da MobiComp, a facturação rondou o meio milhão de euros.


Quadriga Mobileware: "Primus inter pares"
Lisboa
www.quadriga.pt

Fundada em 1996, a Quadriga ficou conhecida pelas aplicações desenvolvidas para a Nokia, empresa para a qual continua a trabalhar com projectos na linha Communicator e no "software" de gestão de frotas para telemóveis. O FrotCom, um sistema que foi integrado na última versão do Nokia Communicator, permite estabelecer a comunicação entre a central telefónica de uma empresa de transportes e os veículos da sua frota, possibilitando a troca de mensagens escritas e a localização dos veículos. Esta tecnologia implica custos reduzidos.
A Quadriga é uma das "software houses" portuguesas que soube acompanhar o "boom" das comunicações móveis com soluções para áreas como SMS, WAP, GPRS e, ultimamente, UMTS. Recentemente, a "holding" Bes.com entrou no capital, detendo 27%.
Esta empresa trabalha de igual modo com os quatro operadores celulares nacionais, desenvolvendo vários produtos e serviços desde "messaging" sobre SMS ("mobilemembers", SMSarchiver e Proxima, entre outros), bem como consultoria e formação. «Reforçámos a nossa actividade de desenvolvimento de "software" à medida para empresas, utilizando para tal a tecnologia disponível na Quadriga em áreas como web, WAP, GPRS e SMS», refere Valério Marques, fundador e director-geral da empresa.
A mais recente novidade desta parceria foi a nomeação da Quadriga como distribuidora para a área de "Wireless LAN" e M2M ("machine-to-machine"); isto é, todos os produtos Nokia relacionados com as redes locais sem fios, desde Access Points a PC Cards, bem como os produtos Nokia 22 e Nokia 30, destinados a projectos de comunicação entre máquinas, serão distribuídos pela Quadriga.
Entre os vários projectos com a Nokia destaca-se o "software" para a linha Communicator série 9000 e a formação que a Quadriga assegura actualmente em Portugal, no âmbito do programa Nokia Academy, aos operadores de telecomunicações e aos distribuidores sobre produtos daquela marca. A Nokia Helpline, uma linha telefónica especializada no apoio a utilizadores do Nokia 9210 e outros modelos de topo, é igualmente assegurada em Portugal pela Quadriga.


WIT-Software: teste de novas aplicações
Instituto Pedro Nunes, Coimbra
www.wit-software.com (inglês)

Foi há cerca de um ano que nasceu uma parceria entre a WIT-Software e a Unidade de Novos Negócios da Nokia em Portugal, «ligação essa que deverá caminhar para uma parceria ainda mais sólida mas que até ao momento tem facilitado o teste de novas aplicações que são desenvolvidas pela nossa empresa», revela Luís Moura e Silva, director geral da WIT-Software.
Trata-se de uma "start-up" fornecedora de aplicações móveis e serviços para a indústria de telecomunicações e presta consultoria técnica e desenvolvimento de "software" específico para empresas que precisam de integrar as suas aplicações empresariais com dispositivos móveis, ou prestar serviços de dados móveis como forma de rentabilizar a sua actividade.
«Estamos a fazer uma aposta forte no desenvolvimento de serviços MMS onde a Nokia tem um papel muito importante, essencialmente no lançamento de terminais móveis de excelente qualidade e com suporte para Multimedia Messaging», sublinha o director geral da WIT-Software, acrescentando que «existe além disso uma ligação ao Nokia Forum, essencial para alguns dos desenvolvimentos na área do Smart Messaging e MMS».
Uma das novidades mais recentes desta empresa é o lançamento de vários serviços para a Vodafone Portugal. Alguns desses serviços são baseados em tecnologia suportada pela Nokia (NSM e MMS). Para além da programação com certos sistemas operativos como Palm OS e Pocket PC, a WIT-Software programa em Symbian Epoc 32, utilizado pela Nokia como sistema operativo dos seus terminais. Outras áreas onde a Wit já deu provas de competência na área do "sem-fios" são, por exemplo, o WAP, SMS, aplicações empresariais de "smart-cards", integração de aplicações empresariais com dispositivos móveis, programação em Java, XML, Corba e EJB, soluções de "middleware", integração de serviços "web" com GSM e portais multi-canal (Web, Wap, SMS, PDAs),

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal