Nórdicos lideram Economia Digital a par dos Estados Unidos

Os quatro países nórdicos ocupam posições cimeiras no denominado Índice da Sociedade da Informação desenvolvido, desde há três anos, pela IDC. Apesar de liderado pelos Estados Unidos, o índice agora publicado com data de 1999 revela que os países europeus escandinavos ocupam quatro das seis primeiras posições, com destaque para a Suécia, que passou de quarto lugar em 1998 para o segundo no índice deste ano. O estudo da IDC prevê que este país continuará a manter a 'camisola amarela' na Europa até ao ano 2002.

Os 10 Mais
  • Estados Unidos
  • Suécia
  • Finlândia
  • Singapura
  • Noruega
  • Dinamarca
  • Holanda
  • Austrália
  • Japão
  • Canadá
  • Fonte: IDC, Índice da
    Sociedade de Informação,
    1999

    O estudo é realizado em 55 países do mundo que detém 97% das despesas efectuadas em tecnologias de informação e os seus resultados produzem um volumoso relatório que é vendido pela IDC (que pode ser encomendado na Web em www.idc.com). Segundo dados de 1997, só agora tratados para o índice de 1999, a Suécia, Finlândia, Noruega e Dinamarca ocupam, respectivamente, os segundo, terceiro, quinto e sexto lugares do 'ranking' mundial. As outras posições estão ocupadas por Singapura (quarta posição), Holanda (sétima) Austrália (oitava), Japão (nona) e Canadá (décima).

    Este vanguardismo nórdico no quadro da nova economia é corroborado por outros estudos mais específicos agora divulgados. Uma análise realizada pela Datamonitor (na Web em www.datamonitor.com), e referente ao peso das empresas ligadas à Internet na economia de cada país, empurra, também, os escandinavos para a liderança na Europa, onde se estima um número de 2,2 milhões de firmas utilizando hoje o cibermundo. Neste caso é a Finlândia, que surge à cabeça da Europa, com 45% das suas empresas ligadas à Net, seguida da Suécia com 44%, da Dinamarca com 42%, e só depois, abaixo dos 35%, se posicionam a Alemanha, o Reino Unido, a Suíça e a Holanda.

    Também no campo da utilização da Web para operações bancárias pelos cidadãos, no que se designa por 'homebanking', a Suécia surge como o país do mundo em destaque, em que se espera que, nos próximos anos, mais de 50% da população adulta use a banca via Net. Numa avaliação em termos de melhores serviços oferecidos na Web (em termos de um leque de critérios, como acessibilidade, navegabilidade, leque de serviços ao cliente, conteúdo oferecido e arquitectura técnica), um estudo da IBM revela que nos quatro primeiros lugares estão três bancos suecos. Logo depois do líder mundial, o Citibank norte-americano (considerado regularmente um 'case study'), vêm o Svenska Handelsbanken (na Web em www.handelsbanken.se), o MeritaNordbanken, que é sueco e finlandês (na Web em www.nb.se), e o Skandinaviska Enskilda Banken (na Web em http://www.sebank.se).

    Página Anterior
    Canal Temático
    Topo da Página
    Página Principal