Evalueserve

A criadora do Knowledge Process Outsourcing

Os inventores do KPO que vêm da Índia

Evalueserve é conhecida como a pioneira no "outsourcing" de processos empresariais baseados no conhecimento. A nova "buzzword" que vem de Delhi é KPO, o acrónimo para knowledge process outsourcing. Mais um expoente da "Geração 21".

«Curiosamente, os compradores de serviços 'offshoring' poupam mais dinheiro na parte superior da cadeia de valor, do que na parte inferior», refere
Alok Aggarwal

Jorge Nascimento Rodrigues, editor de Janelanaweb.com, Setembro 2005, com
Alok Aggarwal

Entrevista em inglês com Alok Aggarwal, o fundador, na secção
"Generation 21" em Gurusonline.tv - EM BREVE
Sítio da Evalueserve
Sítio de análise do outsourcing na India

Nos últimos dois anos, as empresas de software indianas iniciaram uma nova caminhada "subindo na cadeia de valor" dos serviços de "outsourcing" e de "offshoring" que oferecem no Ocidente. O novo terreno é o dos processos baseados no conhecimento, que já têm uma "buzzword" própria - "knowledge process outsourcing", ou KPO, no acrónimo, para se distinguir do tradicional BPO, ou "business process offshoring" (ou realização de processos e funções empresariais tradicionais por terceiros e à distância).

O KPO abrange processos mais complexos, situados já no que se designa por "parte superior da cadeia de valor", como a análise de dados, a optimização de processos na farmacêutica e na biotecnologia, a investigação e desenvolvimento e a engenharia e design, para citar os segmentos que irão facturar mais e ter, até 2010, crescimentos entre 30 a 50% ao ano.

O termo foi cunhado por Ashish Gupta em Novembro de 2003 e projectou internacionalmente como pioneira desta área a Evalueserve, uma "start-up" que criara em finais de 2000 com o conterrâneo Alok Aggarwal e o suíço expatriado Marc Vollenweider. Ashish é um ex-Mckinsey de Delhi, com um MBA na Universidade de Carnegie Mellon nos Estados Unidos, e Alok, o ex-chefe do Laboratório de Investigação da IBM criado dentro do Instituto Indiano de Tecnologia, doutorado em ciências da computação pela Universidade de Hopkins norte-americana, e detentor de 10 patentes. Marc, um MBA do Insead, dirigia o Centro de Conhecimento da McKinsey em Gurgaon, a "ciber cidade", perto de Delhi, onde a Evalueserve viria a estabelecer a base de talento da sua especialidade analítica dirigida aos sectores da banca, seguros, telecomunicações, farmacêutica, química, bens de consumo e processos de manufactura.

Artigos de apresentação do conceito
Next Big Opportunity (conferência)
Next Big Opportunity (Paper)

Ashish e Alok verificaram uma janela de oportunidade - de "subida na cadeia de valor", como eles próprios referem no título do artigo em que explicaram a vantagem desta aposta junto da comunidade das tecnologias de informação. "Curiosamente, os compradores de serviços 'offshoring' poupam mais dinheiro na parte superior da cadeia de valor, do que na parte inferior", refere-nos Alok Aggarwal, o presidente da empresa. É na parte superior que a diferença de custo do talento é mais abissal - 20 a 25% do custo por exemplo de um especialista na Irlanda. Alok verificou, também, que o BPO "tal como o conhecemos tornou-se um negócio 'commodity'", deixando de ser base de diferenciação.

«O BPO tal como o conhecemos tornou-se um negócio 'commodity', deixando de ser base de diferenciação.»

Alok socorre-se de alguns números avançados pela Confederação da Indústria Indiana que fala de um crescimento até 2010 do KPO na ordem dos 45% ao ano, em comparação com o BPO que não ultrapassará os 29%. O KPO deverá atingir mundialmente uma facturação de 17 mil milhões de dólares daqui a cinco anos, em que 70% será prestado pela Índia, o que permitirá a este país empregar 250 mil "trabalhadores do conhecimento" só nesta área de serviços.

Supermercado de análise

A ideia dos três sócios e amigos é criar uma espécie de "supermercado" de serviços complexos de análise, passando dos 820 empregados actuais em todo o mundo para 6000 em 2010. O objectivo é ser "a maior neste segmento", diz Alok.

Além do Centro de Investigação, sediado no "Ciberparque" de Gurgaon, perto da cidade de Delhi, a escassos quilómetros do aeroporto internacional Indira Ghandi, a Evalueserve conta com uma rede de quadros distribuída por vários estados dos EUA (incluindo uma presença no Silicon Valley), pelo Canadá, Reino Unido, Países Nórdicos e outros países europeus, bem como em Singapura, China (Xangai), Austrália e Brasil, na região de São Paulo. Não está, ainda, presente na Península Ibérica. "De um ponto de vista de vendas, é um destino interessante. Estamos de olho nela", comenta Alok.

A Evalueserve chama a esta rede de quadros de "executivos junto do cliente". "Actuam como interface entre o nosso grupo de pesquisa e desenvolvimento na Índia e os nossos clientes finais. Usamos regularmente todo o tipo de ferramentas de trabalho à distância, incluindo um 'log-in' através de canais seguros e de teleconferência", explica o fundador da empresa.

Esta rede transnacional permite "estar perto do Rei, dos clientes", sublinha Alok Aggarwal. Alok está hoje baseado na região de Nova Iorque e Califórnia e Marc na Áustria.

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal