As Dez Características da Economia Digital

1 -  CONVERGÊNCIA - de tecnologias, de mercados, de indústrias, de sectores, de que o primeiro caso foi a «fusão» dos computadores com as telecomunicações. A convergência tem um efeito multiplicador: 1 + 1 não dá 2, nem 3, pode gerar n;
2 -  INTANGÍVEL - é o que mais valor tem hoje no mercado; implica pensar nos novos multiplicadores de valor: ideias, informação, saber, relações;
3 -  SABER -é o factor de produção por excelência, segundo Peter Drucker, que alcunha a nova sociedade de Sociedade do Conhecimento e não «Sociedade da Informação» (como é usual dizer-se), e o novo grupo fundamental na força de trabalho das nações e das empresas, de trabalhadores do conhecimento;
4 -  ACTIVO PRINCIPAL DA EMPRESA: OS COMPETENTES. São detentores do seu meio de produção - o conhecimento (são como que monopólios andantes: Eu Lda. ou Eu S.A., Monopólio do meu Capital Humano). A questão central é a sua produtividade e fidelidade;
5 -  REDE - a rede artificial, o «network» (a palavra inglesa que se popularizou em todas as línguas), é provavelmente a palavra mais falada hoje em dia, que envolve e exprime as relações entre pessoas e a interligação entre negócios mais do que entre tecnologias ou aparelhos;
6 -  GLOBAL, GLOBAL, GLOBAL - dispensa comentários: a geografia deixou de ditar as fronteiras de mercado. A noção de mercado libertou-se da proximidade e da vantagem competitiva a ela associada;
7 -  CONCORRÊNCIA SEM PRÉ-AVISO - por outras palavras, a concorrência pode vir de qualquer lado. As principais ameaças ao negócio podem vir de sectores completamente estranhos. E surgem inesperadamente. 50% das novas tecnologias de hoje vieram de fora da própria indústria. Por isso esteja atento, é o melhor conselho;
8 -  LÓGICA DE VÍRUS - esta nova economia actua como um vírus. Até os sectores mais tradicionais da velha economia capitalista estão a sofrer o impacto dos novos modelos de negócio, dos novos processos e das novas tecnologias. Estão a ser contaminados... e bem;
9 -  LÓGICA DE LEILÃO - é talvez dos fenómenos mais inesperados: a Web está a trazer de volta um velho método de fixação de preços, altamente dinâmico, através do leilão ou da negociação em tempo real - poderá vir a tornar-se no dominante no mercado electrónico. O que é que isto implica? Que os custos vão ter de estar ainda mais orientados em função dos preços e não o inverso;
10 -  EMPRESA DESCARTÁVEL - A interrogação pragmática que se coloca é esta: já que as empresas, em média, raramente ultrapassam os 15 - 30 anos de idade, vamos assumi-lo e criar empresas que duram apenas enquanto durar a lei dos rendimentos crescentes e as hipóteses de capitalização bolsista num dado nicho ou projecto? Depois: desfaça-se do que criou; e parta para criar outra. Que será feito das empresas com longevidade?

Página Anterior
Canal Temático
Topo da Página
Página Principal