Adaptive Path

Sua Majestade a Rainha da Web 2.0

Janice Fraser criou em São Francisco há cinco anos um novo tipo de empresa de consultoria em design virada para a Web como uma experiência de participação total. Adaptive Path é hoje o paradigma do "design thinking" para a nova vaga da Web. Fez anos a 5 de Março. A Web 2.0, de menos de 250 milhões de referências no Google, em Janeiro de 2006, passou para 690 milhões, na primeira semana de Março.

Jorge Nascimento Rodrigues, editor de www.janelanaweb.com, com Janice Fraser, Março de 2006

Entrevista de suporte à Learning Tour Adventus ao Silicon Valley e Bay Área de San Francisco de Março de 2006

Sítio na Web da Adaptive Path

Há uma nova vaga pós-crash nos Estados Unidos. Os últimos cinco anos viram nascer sítios na Web baseados no que se designa por "arquitectura de participação total" e novas "start-ups" que estão a deixar as firmas de capital de risco de cabelos em pé, pois revelam modelos de negócio que são lucrativos desde o primeiro dia, dispensando que metam o bedelho. O novo movimento foi apelidado de "Web 2.0" e a sua face mais popular é a loucura em torno dos "blogues" ou os constantes anúncios de novos serviços por parte do Google. Mas outras plataformas de participação de massas entretanto nascidas como a Wikipedia (que deu cabo das enciclopédias clássicas com mais de 3 milhões de artigos em mais de 100 línguas) ou o Flickr (de partilha de fotos) tornaram-se companheiras do dia-a-dia. A "buzzword" foi criada há menos de dois anos num "brainstorming" no Silicon Valley, mas já conta com mais de 690 milhões de entradas no Google! De Janeiro a Março de 2006, as referências passaram de menos de 250 milhões para 690 milhões!!

Alguns historiadores económicos afirmam que o Digital entrou na sua fase de consolidação estrutural, de difusão global para fora das suas fronteiras de origem, e que esse ponto de viragem deixa uma mensagem optimista de transição para uma nova vaga económica ascendente. A Web 2.0 seria o facto mais visível dessa transição. «Enquanto muita gente se andava a lamuriar, outra 'malta' estava a inventar coisas 'cool'. Uma viragem era inevitável», diz-nos Janice Crotty Fraser, 40 anos, considerada no Silicon Valley a "rainha" do movimento.

Mercado como conversação

As duas palavras-chave que marcam todo este novo período são: "experiência do utilizador". Traduzido para leigos, como nos explica Janice, significa: «os utilizadores da Web estão hoje mais interessados em fazer coisas do que em visitar sítios». O cibernauta passou de navegante para actor em pleno. A Web virou interactiva, gerando inclusive redes sociais espontâneas e mesmo media amadores e de cidadania. No plano dos negócios, as empresas desta nova área definem-se como "infoware" e não mais como firmas de software, algo que se tornou uma "commodity". Todo este novo continente de presenças na Web requer um novo tipo de design - uma filosofia, uma metodologia, um estilo visual e métricas viradas para a "experiência" do utilizador. Janice Fraser e alguns colegas criaram em 2001 a Adaptive Path LLC, em São Francisco, para ocupar a liderança dessa oportunidade. Ela havia começado há 10 anos na Netscape como uma editora sénior, de cabelos longos, mas já nem se lembra de alguma vez o ter sido de verdade: «O meu primeiro projecto foi o 'Personal Workspace', o percursor do 'My Netscape', e dei comigo a fazer coisas inimagináveis - design interactivo, direcção criativa, etc.». O bichinho nunca mais a largou e Janice tornou-se uma empreendedora em série na área - conta já com 4 "start-ups" criadas. Inventou com a sua equipa o conceito de "mercado como espaço de conversação". Também dá aulas de design interactivo no Programa de Estudos Multimédia da Universidade Estatal de São Francisco.

A estética é fundamental nesta nova fase. Mas não o exagero, pelo contrário sítios "minimalistas, onde impera a simplicidade" são de vanguarda, "onde o detalhe é diferenciador". Janice fala do caso do Google com o pormenor da mudança diária no logótipo ou da forma como a aplicação Maprr cola imagens do Flickr num mapa dos Estados Unidos. Por isso, Janice acha que as marcas vão ter de mudar as suas estratégias. «O conceito de marca está a mudar. Elas são mais emergentes e menos manipuladas».

Janice Fraser e os seus "partners" começaram bem o ano de 2006. A empresa acaba de vender à Google (por uma verba não divulgada) uma das ferramentas métricas que havia criado para mapear a audiência dos "blogues" - Measure Map -, e incluiu no pacote o director do produto e a sua equipa.

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal