Exportação portuguesa é mais «high-tech»

Portugal tem uma intensidade tecnológica nas exportações superior à do vizinho espanhol ainda que este tenha mais do quadruplo de quota mundial nas exportações de alta tecnologia. No entanto, um conjunto de países europeus do Leste tem um perfil tecnológico na exportação mais elevado e quotas mundiais superiores à portuguesa. Exemplos como o da pequena ilha de Malta, da Irlanda e da Hungria são assinalados por um estudo da Comissão Europeia agora divulgado.

Jorge Nascimento Rodrigues, editor de Janelanaweb.com, Janeiro 2004, comenta estudo
da DG Research da Comissão Europeia "Key Figures 2003-2004 for Science, Technology, Innovation"

Estudo da DGR Research

Em percentagem de exportações, Portugal vende mais alta tecnologia ao estrangeiro do que a Espanha ou a Grécia, ainda que esteja muito distanciada da actual média da União Europeia (U.E.). Segundo os resultados de um estudo levado a cabo pela Direcção de Investigação da Comissão Europeia ("Key Figures 2003-2004"), 6,8% das exportações portuguesas em 2001 eram de alta tecnologia, enquanto que em Espanha esse indicador era mais baixo - 6,1% - e na Grécia - 5,5%.

Em relação aos países do novo alargamento da U.E., Portugal tem um perfil mais tecnológico na exportação do que a Polónia, Letónia, Eslovénia e Eslováquia, mas mais fraco do que a República Checa, Estónia, Hungria e Malta.

O caso desta última ilha mediterrânea é paradigmático - trata-se do país com maior peso da tecnologia na exportação em todo o mundo. Mais de 54% das exportações maltesas são tecnológicas, o que coloca esta ilha muito à frente da Irlanda (que chega aos 41%) e da "tríade" de grandes potências económicas - Estados Unidos (cerca de 29%), Japão (cerca de 25%) e média da U.E. actual (cerca de 20%). O caso de Malta baseou-se numa forte especialização internacional em componentes electrónicas desde os anos 80.

O exemplo da Hungria é, também, assinalável. O país tem um peso de alta tecnologia na exportação que o coloca acima da média da U.E. actual e lhe permite pertencer ao clube mundial dos países com mais intensidade tecnológica nas exportações (ver quadro).

Apesar da U.E. ter a posição mais baixa no seio da "tríade", note-se que os modelos nacionais de especialização internacional em exportação tecnológica são europeus - Malta e Irlanda.

Portugal situa-se no patamar mais baixo de um grupo intermédio em que pequenos países nórdicos (Estónia, Suécia e Dinamarca) e da Europa Central (Áustria) lidera (ver quadro).

Quota de Exportação Mundial fraca

No entanto, a quota de exportações tecnológicas portuguesas no mercado mundial é muito pequena - 0,15%, naturalmente bastante inferior à de Espanha (0,64%). Países europeus similares ou mesmo com menos população do que Portugal, têm quotas de exportação tecnológica no mercado mundial muito superiores. Exemplos como a Holanda (4,6%) ou a Irlanda (3%) são de assinalar, mas mesmo países da nova vaga de alargamento da U.E., como a Hungria (0,57%) ou a República Checa (0,28%) têm quotas superiores à portuguesa (ver quadro).

Contudo, em termos de dinâmica de melhoria da quota mundial de exportação tecnológica, Portugal está entre os 10 países com taxa mais elevada de crescimento anual no período 1996-2001. A quota portuguesa cresceu mais de 6% ao ano, um ritmo similar ao da Irlanda e da Eslováquia. O grupo de países europeus com maior crescimento da quota naquele período é constituído pela Hungria (54% ao ano), Roménia (29%), Estónia (27%), Turquia (20%) e República Checa (8,6%). Refira-se que, no mesmo período, a quota de Espanha diminuiu cerca de 5% ao ano.

Quadros

Clube dos mais "high-tech" na exportação
(2001)
País % de exportações tecnológicas
Malta 54,2
Irlanda 40,8
EUA 28,6
Reino Unido 26,4
França 25,6
Japão 24,7
Israel 23,2
Holanda 22,3
Suíça 21,1
Finlândia 21,1
Hungria 20,7
U.E. 19,8

Posição de Portugal no grupo intermédio
(entre 5% e 15%)
País % de exportações tecnológicas
Áustria 14,6
Estónia 14,6
Suécia 14,2
Dinamarca 14
Rep.Checa 9,2
Bélgica 9
Itália 8,5
Portugal 6,8
Espanha 6,1
Grécia 5,5
Roménia 5

Quotas Mundiais de Exportações Tecnológicas
na "tríade"
País/Região %
U.E. 37,5
EUA 18,9
Japão 8,9

Quotas mundiais dos países pequenos
País %
Holanda 4,6
Irlanda 3
Suécia 0,9
Áustria 0,9
Finlândia 0,8
Dinamarca 0,6
Hungria 0,57
Rep.Checa 0,28
Noruega 0,2
Portugal 0,15
Malta 0,1

Página Anterior
Topo da Página
Página Principal